11.03.2007


Pensamento da semana:

"não é por eu estar segura de a minha namorada ter a mesma compreensão do poliamor que eu, que me vou sentir menos mal por ela ter claramente sobrestimado a própria capacidade de gestão de tempo com as suas outras namoradas"

confuso? posso fazer um desenho...

(Nao, não são ciúmes. E estou a discutir isto real time com a minha outra namorada. Que é namorada da outra também. Um triângulo quase perfeito)

.

2 comments:

  1. underscore5005.11.07

    mas «ter sobreestimado» significa que se cometeu um erro, identificado no tempo, assumido. perdoável (ou não, depende do tamanho momentâneo da nossa generosidade).

    persistir na sobreestimação irrealista é que poderá ser verdadeiramente culposo, se essa generosidade for humana, isto é, com limites. mas ajustar estimativas e expectativas não é sempre impossível.

    se há três almas envolvidas, há pelo menos a vantagem de não se ter que viver tudo sob o ónus da «solidão do amante sozinho enquanto meio par» (faz sentido o que eu digo? o entre aspas é para ir buscar o paralelo com «a solidão do gestor de topo»).

    se eu puder ajudar nestes silogismos de sei que nada sei, faz favor de dizer. se colocaste o assunto aqui é porque ele te fere e porque te dispões a ouvir baboseiras de alheios desenquadrados...

    Jo.

    ReplyDelete
  2. Anonymous7.11.07

    Este é, a meu ver, exemplo de um dos problemas mais comuns em qualquer relação (não importa o tipo): o ponto de equilíbrio óptimo, para mim, só por muita sorte também o é para cada parceiro.
    zito

    ReplyDelete