3.28.2007

Queeruption Sexparty @ Ladyfest Wien


Houve varias pessoas a pedir me mais informacao sobre a sexparty em Vienna, e inclusivamente várias pessoas a perguntar me o que é uma sex party.

O link abaixo é auto explanatório, mas resumidamente, uma sex party nao é uma orgia. é uma festa de atmosfera positiva em relacao ao sexo (sex positive) mas com regras de etiqueta muito bem definidas onde as pessoas se movimentam e se conhecem talvez mais depressa de modo a poder sair da festa acompanhada(s) para um lugar mais privado mais depressa ainda. Algumas das regras sao gerais, quase que diria universais e outras dependem da festa em particular em que se está e da real gana de quem organisa (por exemplo, dress code, proibicao ou nao de alcool e drogas, o género - biologico ou nao - dos convivas, o tipo de contacto físico permitido no contexto da festa em si..).

As unicas diferencas que eu encontro em relacao á atmosfera envolvente com uma festa "normal" é que talvez a carga erótica seja maior mas que por outro lado pessoas que se comportem de maneira desagradavel ou insistente sejam postas na rua mais depressa. Se calhar devia comecar a ir só a sex parties para nao ter de aturar as bebedeiras habituais das melgas que nao deviam sair de casa de frente da televisao. .

Ainda nao decidi se vou á festa. Afinal, posso ir e nao sou obrigada a fazer nada que nao queira. Posso ir só beber uma cerveja e ver a bola.


http://plone.ladyfestwien.org/privat/sexualitaet-1/queeruption-regeln/

5 comments:

  1. Ehh, obrigada pelo atestado público de ignorância... lol.

    Pois, acho que já tinha ouvido falar desse tipo de festas, embora de maneira vaga. Acho óptimo que cada pessoa faça aquilo com que se sente bem (e com que as outras com quem se envolve também), e se liberte das correntes da sociedade em relação ao género e sexo. E é preciso começar a popularizar estas noções, é só assim que o preconceito vai acabar.

    ReplyDelete
  2. "o género - biologico ou nao - dos convivas"

    Antidote, o género nunca é biológico, é social. O sexo é social. Lá porque os/as ingleses/as não façam a distinção na esmagadora maioria dos casos não significa que ela não exista.

    ReplyDelete
  3. há varias correntes segundo as quais o genero é biologico ou social. Eu sou mais pelo social, embora nao acredite que seja 100% assim, porque uma coisa é o que como humanos desejamos ser (ou acabamos por ser por motivos alheios á nossa vontade ---> depende do acaso e do kismet de cada um), e outra aquilo que o corpo nos limita. Ha quem transcenda mais ou menos o corpo, mais ou menos heroicamente, mais ou menos no dia a dia, mais ou menos por todo o lado. Mas o biologico continuam a dar a sua contribicao (minha opiniao, e vale por aquilo que vale ---> provavelmente pouco). Isto é valido para coisas "espirituais" que transcendem o genero... o nosso corpo influencia o que nos tornamos em termos intelectuais/espirituais/whatever.

    Isto tudo para esclarecer que a frase (que nao é minha e até nao a acho má de todo) tenta condensar uma atitude nao discriminatoria em relacao a género/sexo/etc biologico ou identidade.

    Pequena correccao: a festa é na Austria, nao na Inglaterra.

    Obrigada pelo comentário, espero voltar a ver te por aqui :-)

    ReplyDelete
  4. Humm. O assunto é complexo, sobretudo porque tem implicações políticas muito significativas.

    De modo que deixo só um link, para pensarem: http://portugalgay.pt/news/index.asp?uid=191106A

    (e, não, não acredito num determinismo biológico, pelo menos não um absoluto, porque o ser humano não é um relógio; é um mecanismo bem mais complexo!)

    ReplyDelete